Ler não é estudar. Potencialize o seu aprendizado

Olá!

Você já fez um curso de como estudar melhor? Provavelmente não. Eu, também não fiz.

Tenho procurado formas mais efetivas de potencializar o meu aprendizado, e durante esta jornada me deparei com vários conteúdos, dicas e técnicas interessantes.

E por quê ler não é estudar?

Porque ler é a primeira ação para iniciar os estudos. Então quais seriam as demais ações para que eu tenha um estudo efetivo, poderoso e que potencialize de maneira assombrosa o aprendizado?

Vamos lá:

1.Ler no seu melhor horário

2.Fazer anotações com papel e caneta durante os estudos

3.Criar resumos

4.Elaborar mapas mentais

5.Reler assinalando palavras chave

6.Fazendo exercícios que reforçam os conceitos

7.Pesquisa conteúdos relacionados na internet: Google, Youtube e outros

8.Procurando livros/e-books/podcasts sobre o tema

9.Discutindo com outras pessoas o tema estudado

10.Ensinando outras pessoas

11.Criando uma relação do conteúdo aprendido com seu ambiente profissional. Posso aplicar isto? Quais seriam os desafios? Quem poderia me ajudar? Este aprendizado faz sentido no meu cenário?

12.E claro, aplicando (mão na massa)

Terão muitas vezes que não conseguiremos aplicar TODAS estas dicas (em cada leitura), mas a combinação de no mínimo 3(três) delas, terá grande efeito no aprendizado.

Nossa, quanto trabalho! Pois é. Quem disse que seria fácil!

Mas vale muito a pena!

Inclusive, aplicamos estas dicas simples e poderosas em nossos cursos gratuitos por Whatsapp. Veja a estrutura que utilizamos neste link.

Experimente estas dicas simples/poderosas e depois me conta os resultados. Envie e-mail para contato@agilenow.com.br

Alguns conteúdos recomendados:

Como usar mapas mentais nos estudos?

7 Ferramentas para criar mapas mentais

Ler não é estudar (Vídeo 54min)

Canal no Youtube do Professor Fernando Mesquita

Livro Ciclo EARA

A comunicação na vida do Product Owner

Olá!

Acredito que a comunicação deveria ser tratada com mais carinho por todos nós. Explico.

Quais as chances de ocorrer uma falha de comunicação no mundo atual? E se as consequências desta falha fosse muito negativa e impactante para os envolvidos? Falando assim fica claro que devemos realmente prestar a atenção na comunicação no ambiente corporativo.

Imagine se para realizar boa parte de suas atribuições, dependesse de ser um ótimo comunicador? Estou falando do papel do Product Owner.

Ele precisará por exemplo:

  • Entender as necessidades dos clientes
  • Alinhar expectativas com stakeholders
  • Ouvir o time de desenvolvimento
  • Priorizar demandas

A papel do Product Owner faz parte do Time Scrum do Framework Scrum.

Ainda no tocante a comunicação, este papel precisa manter contato frequente com dois personagens: usuário final e a equipe de desenvolvimento. Por quê?

Se você é responsável pelo produto, faz sentido falar frequentemente com as pessoas que utilizam este produto?

E as pessoas que constroem o produto ?

Deveria fazer muito sentido, mas…

Product Owner – A importância da experimentação para o aprendizado e melhoria de um produto

Olá!

Vamos falar neste post de um experimento: Mini curso gratuito:Product Owner Dicas para o dia a dia. Experimentos para que Product Owners possam aprender e evoluir seus produtos. Começaremos falando do produto, no qual utilizamos o conceito de MVP.

Mas qual a grande diferença deste mini curso gratuito? Já que no momento (pandemia) temos uma vasta oferta de conteúdos gratuitos? Este foi o primeiro (do Brasil) mini curso gratuito por Whatsapp sobre Product Owner. Isto mesmo!

Foi uma experiência incrível. Falo isto não somente como idealizador do projeto, mas pelos resultados gerados, repercussão, aprendizados e feedbacks. Agradeço imensamente a cada participante desta jornada.

Veja no final deste post, uma lista de feedbacks e dicas dos participantes. Ouvir os seus clientes, é papel do Product Owner. #ficaadica

Quero compartilhar um pouco da experiência, não somente com foco educacional, mas também destacando alguns pontos importantes que podem ajudar os Product Owners no dia a dia.

A ideia de fazer um mini curso por Whatsapp, é um desejo antigo, mas até o momento não tinha colocado o empenho necessário para concretizar este experimento. Eis que em Julho/2020, tive contato com um curso de meditação por Whatsapp.  Observando a estrutura deste curso, as coisas se encaixaram, ou seja, a ficha caiu. Então com este insight, era partir para um desenho mínimo da proposta – era o final de semana de 11 e 12/07/2020.  Em poucas horas, tinha este desenho mínimo. O próximo passo, foi avisar as pessoas por e-mail que as inscrições seriam abertas no dia 13/07/2020(segunda) as 04:01 (horário de Brasília).

Criamos um grupo no Whatsapp para que os interessados na proposta, ingressassem e pudessem se preparar para o mini curso. Em pouco mais de 7 horas, o grupo lotou – turma formada. Ufa.

O grupo estava configurado para somente o administrador (no caso, eu) publicar. Algumas informações do processo, forma informadas na descrição do grupo.

O contato comigo era feito por mensagens no pvt (via Whatsapp) ou e-mail. Eu deixei isto bem claro.

E também deixei muito claro o lema do nosso mini curso por Whatsapp:

“Queremos separar os curiosos dos comprometidos (com esta jornada)”

E qual foi o motivo disto? Queríamos de fato apenas pessoas REALMENTE interessadas na proposta. E não havia nada de errado, as pessoas não participarem, desistirem, não aderirem a proposta, não concordarem… Estava (alias, está) tudo bem. Sem julgamentos. Era apenas um convite, onde haviam regras claras e os participantes eram informados sobre cada passo – aliás isto gerou um volume enorme de mensagens que eu publicava, e acabou irritando algumas pessoas. Acabei aprendendo direto na produção. rs..rs

O curso iniciaria no dia 20/07 (segunda) com conteúdos diários sendo publicados no grupo por Whatsapp.

ProductOwnerDicasDiaaDia_Estrutura_mini_curso_Julho_2020_v08-capa

Imagem da capa do PDF

ProductOwnerDicasDiaaDia_Estrutura_mini_curso_Julho_2020_v08-imagem

Imagem da Estrutura inicial prevista – acabou ocorrendo ligeiramente diferente

Basicamente nós tínhamos a seguinte ideia:

Dia1- Publicar um PDF/áudios sobre o tema

Dia-2 Revisar e fazer atividades sobre o tema da aula anterior

Esta sequência se repetiu mais duas vezes, e finalizamos com uma LIVE no domingo (26/07/2020) – 18:00 as 20:00 (acabou por volta das 20:35) onde responderíamos as perguntas e discutiríamos alguns pontos do mini curso.

ProductOwnerDicasDiaaDia-mini-curso-por-whatsapp-LIVE-Julho_2020-FOLHA-1

Acima, imagem do PDF utilizando na LIVE do ultimo dia (26/07).

Baixe o PDF de apoio utilizado na LIVE

Os tópicos do mini curso:

  • Aula-1 – Uma nova demanda
  • Aula-2 – Início do Backlog
  • Aula-3 – Refinamento do Backlog

Além dos conteúdos teóricos, nós tínhamos atividades, questionários, criar mapas mentais, e questionar sobre a aplicação dos conteúdos ensinados.

O objetivo era apresentar dicas práticas (e simples) para o dia a dia do Product Owner.

Além da proposta educacional inovadora, formato dos conteúdos, estrutura utilizada e ferramentas, destaco o enorme aprendizado com um experimento que gerou vários insights. MVP no ar é isto mesmo. Por que você não tenta com o seu produto?

Veja alguns aprendizados relacionados a proposta em si:

  1. Gestão do grupo de Whatsapp
  2. Horário/volume de publicação das mensagens
  3. Reforçar as características das proposta, exemplo: Se você detesta Whatsapp/grupos/notificação, então esta proposta não é para você – e nada de errado com isto
  4. Inserir cases
  5. Inserir Quiz (estava previsto) – mas não foi possível
  6. Melhorar a forma de acompanhar o board

Agora, vou citar alguns pontos (que valorizamos durante o mini curso) e contribuem diretamente com o Product Owner no dia a dia.

  • Tenha a mentalidade de experimentos com ciclos curtos de feedback
  • Tenha uma visão e compartilhe
  • Mentalidade de “fazer acontecer”
  • Ouça atentamente seus clientes/usuários
  • Invista na comunicação e colaboração sempre
  • Reforce as regras (mesmo elas sendo muito claras)
  • Aprenda com todos
  • Comprometimento, muda o jogo
  • Metas claras
  • Procure apoiadores da sua visão/produto
  • “Frequência vem antes da excelência”
  • Faça  e melhore ao longo do tempo
  • Aprenda a lidar com imprevistos
  • Mantenha a humildade

Produto (mínimo) idealizado, entregue e uma lista de 42 feedbacks coletados diretamente com os clientes. Agora é analisar minuciosamente cada feedback, aplicar e melhorar o produto para a próxima execução. #aprendizado e #melhoria contínua!

Veja abaixo o Product Vision Board do produto: mini curso por Whatsapp.

ProductOwnerDicasDiaaDia-mini-curso-por-whatsapp-LIVE-Julho_2020-vision-boar

Devido a enorme repercussão, criamos até um canal no Telegram para que você possa acompanhar, quais serão os próximos mini cursos gratuitos por Whatsapp, novidades, conteúdos e muito mais.

O canal no Telegram é para divulgação. Mas cada mini curso será realizado no Whatsapp, através de conteúdos publicados na forma de áudios e PDFs.

Se você é educador, Product Owner, empreendedor ou qualquer outro papel/cargo e ficou realmente interessado na proposta/produto, envie um e-mail para contato@agilenow.com.br e vamos bater um papo.  #borainteragir

“Queremos separar os curiosos dos comprometidos (com esta jornada)”

Fernandes Lima

Idealizador do projeto

Abraços

Pedimos aos participantes da primeira turma, para dizer o que mais gostaram (no mini curso por Whatsapp) e quais dicas deixariam para os participantes de futuras edições. Eu ouviria eles. rs..rs

O que mais gostaram:

Feedbacks-9

Feedbacks-10

Feedbacks-11

Feedbacks-12

Feedbacks-13

Feedbacks-14

Feedbacks-15

Feedbacks-16

Feedbacks-17

Feedbacks-18

Veja as dicas:

Feedbacks-1

Feedbacks-2

Feedbacks-3

Feedbacks-4

Feedbacks-5

Feedbacks-6

Feedbacks-7

Feedbacks-8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aprendendo com todos – Inteligência coletiva

Olá! Quanto tempo hein!

Tenho organizado (desde 07/04/2020) diversos workshops online, gratuitos, ao vivo e mão na massa com foco no papel do Product Owner e produtos.

Em média temos, de 40 a 60 participantes por workshop, são pessoas com:

  • Perfis diferentes
  • Idades variadas
  • Background diversos
  • Formações bem distintas
  • Linhas de pensamentos diferentes
  • Em diferentes momentos da carreira/vida

E qual o problema desta imensa variedade ? Pergunta errada.

É justamente o contrário: esta variedade traz uma riqueza enorme para os participantes.

Para mim tem sido um enorme aprendizado, não somente nos pontos acima mencionados, mas também pelo networking, dúvidas levantadas, cenários compartilhados, ferramentas, feedbacks e dicas dos participantes.

Diante disto, posso afirmar, que a força do Workshop não está somente nos conteúdos apresentados, mas também nas discussões e atividades desenvolvidas.

Que tal uma nova postura de procurar aprender com todos os participantes?

A força da inteligência coletiva. 

Um artigo sobre Inteligência coletiva

Vamos manter a mente de aprendiz!

Será que este cenário (de inteligência coletiva) também existe nas organizações? nos times?

Agradeço a cada participante que compartilhou, interagiu, ensinou, aprendeu e manteve ações colaborativas.

Quer participar deste movimento e sentir na pele? Inscreva-se em nossos Workshops GRATUITOS, online, ao vivo e mão na massa

Fernandes Lima

Forca_Conteudos_Workshops

 

 

 

Introdução ao papel do Product Owner – Atividades e discussões

Olá!

Diante da pandemia a gente acaba buscando alternativas para aprendizado, networking e discussões interessantes.

Pensando nisso a gente criou um Workshop Express: Introdução ao papel do Product Owner.

  • GRATUITO
  • On-line
  • Ao vivo
  • mão na massa

O formato de Workshop Express desenvolvido por nós tem o seguinte objetivo: Realizar atividades práticas em grupo, relacionadas ao tema da agilidade e papel do Product Owner, ou seja não tem foco em teoria, e sim nas atividades, interações e discussões geradas por elas.

Estas atividades e discussões podem ser replicadas em seu ambiente, levantar reflexões, insights, e ajudar na busca da melhoria contínua de processos, times, produtos, indivíduos e organizações de forma simples, leve e incremental.

Se você REALMENTE deseja participar, venha com muita disposição para interações, aprendizado, networking e trabalhar em equipe de forma colaborativa com discussões respeitosas.

Realizamos a primeira edição no dia 07/04/2020 (terça) – 19:30 as 22:00 (horário de Brasília), e o sucesso foi tanto que resolvemos fazer outra edição, que neste caso será 10/04 (sexta – feriado) – 09:30 as 12:00 (horário de Brasília).

O resultado deste Workshop Express do dia 07/04(terça) – 19:30 as 22:00 (horário de Brasília) – online / ao vivo / gratuito. Veja alguns DEPOIMENTOS e COMENTÁRIOS extraídos do formulário de feedback dos participantes que avaliaram:

DEPOIMENTOS 

“Muito bom! Sempre muito aprendizado e interação. E o de hoje foi ainda melhor, com pequenos grupos para atividades! Show de bola! Mais uma vez obrigado Fernandes Lima pelo compartilhamento de conhecimento.”

Deyvison Trajano de Sousa Santos (Product Owner)


 “Muito show…”

Edson Silvestri (Analista de Sistemas)


 “Sabemos que o P.O tem varias particularidades dentro de um processo de desenvolvimento, mas para quem não é da área como eu, ficou muito claro o principal papel do P.O. Isso me incentivou a entrar a fundo nesse caminho. Quero conhecer mais, quero ser um P.O. Muito Obrigado!”

Regina Martins de Valadares Biagini (Analista de Processos)


“Três palavras para descrever este webinar: didático, objetivo e dinâmico!”

Leonardo de Almeida Coutinho (Analista de novos negócios)


 “Foi um treinamento bem envolvente com dinâmicas ótimas e que realmente prende nossa atenção.

Maurício Neves Bermudez (Gerente de Portfólio de TI)

 “Bom, quando recebi o convite para o evento, e vi a quantidade de horas, achei que o workshop seria massante, com muito conteúdo e pouca interação entre os convidados. Para a minha surpresa, foi totalmente diferente do que eu imaginava! Apesar de ficarmos por mais de 2hs reunidos, saí feliz e satisfeito por conhecer novas formas de trabalhar, aproveitar o tempo para fazer o networking, e seguir adiante para aplicar os conhecimentos na prática. Obrigado pela oportunidade! E que venham outros eventos! :)”

Fabio Henrique Augusto (Coordenador Infraestrutura TI)


 “Só tenho que agradecer o webinar agrega muito valor conteúdo bacana muito bem explicado elaborado teiria e prarica ,um encontro de realidade distintas com participantes de todo Brasil , a troca de experiência sem dúvida agrega muito valor para aqueles que estão em busca de se aprimorar na profissão.”

THIAGO FERREIRA DA SILVA FRANCA (Product Owner)


 “Nunca havia participado de um webinar tão interativo e gostei bastante da experiência, pois proporcionou uma boa troca de experiência entre os participantes, envolvendo a todos.”

Sheila de A. M. C. Dias


“Este webinar foi o mais interativo que eu já participei na minha vida. Todos remotos e participando. Adorei a forma que você usou as ferramentas de colaboração. Também foi ótimo para fazer networking. Parabéns Fernandes! Você ainda vai mais longe! Sou sua fã”

Débora Magnago (Product Owner)


“Blz, mestre? Foi muito bom o lance de dividir em salas, funcionou muito bem. A cada exercício o pessoal voltava mais animado pro grupo geral e queria compartilhar o resultado. Parabéns.”

Fernando Rodrigues de Gouveia (analista de negócios)


 “Parabéns pela condução do webinar, achei incrível a experiência! Parecia que estávamos no mesmo espaço físico de coworking =) O que era afastamento social virou aproximação digital. #VidaReal #MelhoriaContínua”

George Rafael Soares (Disponível no mercado)


 “O Workshop foi uma experiência muito bacana e me proporcionou a chance de estar em contato com diversas pessoas e ideias além do meu “escopo”. Agradeço a iniciativa em disponibilizar esse tipo de conteúdo e de graça.”

Hebert Junior de Lima Soares (Analista de Negócios)


COMENTÁRIOS 

 “Foi melhor do que eu esperava por se 100% on line.”

“Excelente!!!”

“Estou começando agora na área como PO e com esta aula consegui ter muitas dúvidas esclarecidas. Maravilhoso!”

“Achei perfeito! A dinâmica foi muito bem elaborada, assim como a gestão do tempo e das atividades propostas. Meus parabéns pela iniciativa, Fernandes!”

“Gostei muito desse formato. Parabéns!!”

“Webinar bastante proveitoso, combinando teoria com parte prática.”

 “Achei muito bacana o conteúdo e a tarefa atribuída aos grupos com a possibilidade de trabalharmos em “mini squads”, foi bem dinâmico e produtivo!”


O resultado deste Workshop Express do dia 10/04(sexta) – 09:30 as 12:00 (horário de Brasília) – online / ao vivo / gratuito. Veja alguns DEPOIMENTOS e COMENTÁRIOS extraídos do formulário de feedback dos participantes que avaliaram:

DEPOIMENTOS 

“Fernandes Lima parabéns pelo trabalho, isso nos ajuda a encorajar e encarar esses desafios que a vida nos leva.

Obrigado!!!”

Lucas Silva dos Santos (analista de requisitos)

“Foi um ótimo Workshop! Espero logo pelo próximo!”

Thiago Mazo Ziola (Desenvolvedor de sistemas)

“Parabéns pela dinâmica e energia, foi muito bom! Leve e divertido!
Ser mão na massa foi excelente pro aprendizado.”

Fábio Gumiero C. Dias ( UI Designer)

“Excelente iniciativa, conteúdo esclarecedor e o palestrante tinha total dominio sobre tema.”

Nadia Chilei do Nascimento Lima (Gerente de Projetos)

“Estou sempre fazendo cursos para me atualizar e este foi bem prático! A forma de condução foi perfeita, confesso que gerou um pouco de medo, pois estou acostumado a ficar como ouvinte sempre, daí do nada a gente entra pra sala do zoom e tem que colocar a mão na massa”

Fábio Buritis (Agile Coach)

“Eu participei do Workshop junto com a minha PO. Quis saber o que ela sentiria e absorveria de um evento cheio de pessoas que assim como ela, estão vivendo a experiência de ser PO pela primeira vez. Minha PO é minha pupila e estou acompanhando esse vôo dela para que o mais breve possível ela possa voar alto e sozinha. Ao Fernandes eu agradeço a oportunidade. Foi uma experiência maravilhosa! Não ficamos fazendo as atividades na mesma sala, porém tenho certeza que tanto minha PO, quanto eu e quanto as pessoas que estiveram junto comigo nas atividades puderam aproveitar o momento de networking. Sucesso Fernandes e parabéns pela iniciativa e pelo sucesso!”

LILIAN SILVANA SILVA SOUSA (Scrum Master)

“Além da excelente didática, as atividades propostas criam uma ótima interação entre os participantes, propiciando uma troca de experiência ímpar “

Flavio Lucena (Gerente de TI)

COMENTÁRIOS 

 “Muito bom o formato do workshop”

“Dinâmica excelente. Os cases reais nos grupos de discussões consolidam teoria e pratica.”

“Parabéns pela dinâmica e energia, foi muito bom! Leve e divertido!
Ser mão na massa foi excelente pro aprendizado.

Sugestão: Como estamos falando de dores e necessidades do cliente, pode-se falar também sobre UX que atualmente é um forte alinhado para trazer esse tipo de insumo.”

“O formato do workshop foi muito bom”

“Pra mim foi ótimo! Está de parabéns!”

“Parabéns pela iniciativa. São rara as pessoas que dedicam seu tempo em um workshop gratuito. A dinâmica fui muito legal e fluiu bem! “

“Treinamento maravilhoso!! Primeiro workshop online que participo que tem dinâmicas!”

“Superou minha expectativa e a didática. Parabéns! Foi simples e sem estrelismo.”

“Muito bom”

O resultado deste Workshop Express do dia 21/04(TERÇA) – 09:00 as 12:00 (horário de Brasília) – online / ao vivo / gratuito. Veja alguns DEPOIMENTOS e COMENTÁRIOS extraídos do formulário de feedback dos participantes que avaliaram:

DEPOIMENTOS 

“Sensacional essa troca de experiência”

André Saldanha Marques (Business Intelligence Analist)

“Aprendi muita coisa, vale muito a pena.”
Tatiane de freitas duprat (Analista de projetos mas desempregada desde 07/04/2020)
“Produtivo com aplicabilidade para o dia a dia”
Grasieli Valero Sanchez (Agile Coach)
O Workshop foi fantástico, consegui aprender muita coisa tanto a partir do material apresentado pelo professor quando nas discussões com o grupo. Brainstorming sensacional e muito enriquecedor. Outra coisa bacana é que vc não precisa ser um expert em PO para conseguir participar. “
Karen dos Santos Ribeiro (Analista de BI)
“O grande valor obtido nestes workshops é a troca de conhecimento, estamos sempre aprendendo.”
eronys robson feitosa dos santos (Analista de sistemas)
“Workshop muito bom! Parabéns pela iniciativa e disponibilidade!”
Andrea Oliveira de Araujo (Analista de Requisitos)
“Através de apresentação de cases, possibilita discussão agregando mais conhecimento”
Adriana Ayres de Oliveira (Analista de negócios)
“Muito próximo do nosso dia a dia, permite interação com pessoas diferentes, o que traz a experiência de cada um alinhado com o tema do workshop, tornando-o enriquecedor.”
Dilson Ferreira Junior (PO / Analista Funcional)
“Gostei das ferramentas de interação. Possibilitam uma rica discussão.”
Fernando Luiz Vieira (Analista de Negócios)
“Foi muito bom principalmente as dinâmicas em grupo.”
Mario Cesar Bernardini
“Estou entrando agora no mundo Ágil e o contato interativo com outros profissionais, com mais conhecimento e experiência na metodologia, proporcionado pelo workshop express foi muito enriquecedor. “
Magda Donnini (Analista de negócios)
COMENTÁRIOS 
“Espetacular”
“Muito bom o work shop”
“Muito bom , foi bacana compartilhar com as áreas e equipe”
“Amei”
“Parabéns pelo Workshop! Muito prático, a metodologia de atividades para serem executadas funciona super bem. Adorei”

“Achei perfeito,ainda sou iniciante no assunto.”

“Dinâmico e bem interativo”

“Conteúdo útil, bem nivelado para um workshop express, aprendi muito e despertou meu interesse para o full.”

“Interação muito boa.”

“excelente conteúdo”

“Atende uma necessidade profissional. A maioria dos treinamentos de mercado são teóricos.”

“Sempre fiz parte de equipes de desenvolvimento e nas que foram usados métodos ágeis, foi sempre bem proveitoso. A cada conversa e a cada splint vemos o projeto tomar corpo. Quero passar a apreender e colocar em prática os novos conhecimentos.”

“Só tenho elogios. Foi muito enriquecedor. “

“Nunca tinha participado de um workshop on-line, simplesmente sensacional. Muito bom mesmo, gostei da forma da aplicação e do andamento dos trabalhos.”

Acompanhe nossos próximos eventos GRATUITOS, ONLINE e ao vivo no link abaixo

https://canaldevbr.com/proximos-webinars/

Fernandes Lima

Facilitador

Workshop_express_Introducao ao papel do product owner-express_Abril_2020_v01-imagem

Personas, no mundo da Tecnologia da Informação. Isto pode ajudar?

Olá!

Resolvemos falar sobre Personas no Webinar de Introdução a personas ocorrido no dia 13/02/2020 as 20:01 (horário de Brasília).

A partir de agora, queremos aproveitar os insights, discussões e comentários gerados durante os Webinars ou minicursos online, ao vivo e gratuitos, e com isso criar posts ou outros conteúdos. Chamamos isto de Insights do Webinar.

Resumo deste post

  • Introdução a personas
  • Um projeto de TI que quase deu errado
  • Exemplo com personas do Uber
  • Dicas de livros

A ideia inicial era falar sobre personas, e como esta ferramenta pode nos ajudar em nossos projetos de tecnologia da informação.

O que são personas?

“Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.”

Definição acima extraída deste post do blog da Resultados Digitais

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-exemplos-personas-imagem

Exemplos de personas

Olhando, parece algo mais ligado a marketing ou empreendedorismo. É isto mesmo? Sim, o conceito de personas é muito utilizado no mundo do marketing (digital) e empreendedorismo. Mas será que não poderíamos aplicar em nossos projetos da área de T.I.? E foi com este pensamento que decidi fazer o Webinar.

Vou mostrar um cenário, onde a total falta de conhecimento do cliente/usuário final, quase nos causou o cancelamento de um contrato, foi por pouco.

E público alvo, é a mesma coisa que personas?

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-diferenca-publico-alvo-personas-imagem


Um projeto de TI que quase deu errado – CASE REAL

Fomos contratados para desenvolver um software para montar um banco de dados de modelos de idades variadas para atender inúmeras demandas de agências de marketing: comerciais, eventos, figuração, etc.

Acontece que na época, eles tinham algumas milhares (4.235) de fotos que precisavam ser catalogadas inicialmente.

Estas fotos precisavam “ser imputadas” no sistema, e usar uma espécie de tags

Nosso contato: “O cara da informática que cuidava da rede desta empresa”

Funcionalidades identificadas na conversa “com a cara da informática”

  • Cadastrar modelo
  • Tipo do contrato
  • Agencias solicitantes
  • Solicitações das agências
  • Cadastro de Tags
  • Inputar fotos”
  • Pesquisar modelos por diversos filtros
  • Tipo do serviço (Figuração, comercial, rádio, job)

Passados 60 dias, fomos apresentar a primeira entrega relacionada ao “Inputar fotos”

Vamos aos problemas

1º. A pessoa que faria o trabalho ( imputar ) tinha zero domínio de informática (Windows, pastas, arquivos)

. E o encarregado deste processo, não tinha muitaS habilidades colaborativas

. A estrutura de TI era altamente precária

. Não sabíamos que a pasta onde estavam as fotos eram variáveis

. O trabalho seria feito por 3 pessoas simultaneamente, e o software somente funcionava com um único usuário

. Um dos computadores era Linux, e o sistema funcionava apenas em Windows

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-case-real-o-que-tem-imagem

Veja abaixo como ficou, uma das personas criadas para o projeto em questão

Veja Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-persona-criada-imagem

 

Veja abaixo os problemas, relatados na utilização do software, na primeira entrega

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-problemas-relatados-imagem

Ficou claro, que fomos para a primeira entrega, sem nenhum contato com o usuário final, sem conhecer sua estrutura de TI e quase totalmente “as cegas”.

Por quê a persona nos ajudou?

  • Nos fez entender melhor seu universo
  • Abriu uma possibilidade de diálogo para juntos, resolver o nosso problema
  • Utilização de habilidades de criação
  • Utilização de termos do seu dia a dia
  • Foi replicadora

De posse das informações acima, a gente redesenhou totalmente a aplicação.

Não sei se este exemplo ficou claro para você, mas vou apresentar um exercício que fizemos durante o Webinar de Introdução as personas.


Exemplo com personas do Uber

Quem vive nos grandes centros urbanos, sabe como o Uber revolucionou a mobilidade urbana.

O exercício que fizemos foi bem simples, mas muito didático e poderoso – a galera curtiu muito.

Com base nas informações das personas de motoristas do Uber abaixo, Quais funcionalidades você sugeriria para melhorar a experiência desta persona com o aplicativo?

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-personas-motoristas-uber-imagem

Veja as sugestões dos participantes do Webinar (ao vivo) para o exercício acima

Persona Mirtes

“Viagens programadas (já que ela almoça todo dia em casa ela sempre vai para o mesmo destino)”

“configurar horário padrão para encerrar as viagens da manhã a fim de retornar para casa, direcionando viagens ao seu destino”

“opção de botão de pânico com aviso de um familiar. preocupada com segurança”

Persona Marcela

“Para Marcela, tem uma opção onde o Uber já chegue com alguma refeição”

“Pra Marcela, escolher a programação do rádio do carro antes de embarcar (detesta musica sertaneja).”

Estes foram apenas algumas sugestões que resolvi compartilhar, para ficar claro, o quão importante é você conhecer bem sua persona para criar funcionalidades que impactem a vida dos usuários no dia a dia.

E você, ainda vai criar produtos digitais sem conhecer a sua persona?


Dicas de livros

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-dicas-de-livros-imagem

Espero que tenha ficado claro!

Um grande abraço

Fernandes Lima

 

 

 

 

 

 

Cabe um MVP para este cenário?

Olá!

A pergunta abaixo surgiu de um participante do Webinar de Introdução ao conceito de MVP ocorrido no dia 06/02 as 20:01 (horário de Brasília).

A partir de agora, queremos aproveitar os insights, discussões e comentários gerados durante os Webinars ou minicursos online, ao vivo e gratuitos, e com isso criar posts ou outros conteúdos. Chamamos isto de Insights do Webinar.

A cada Webinar ou minicurso estamos compartilhando conhecimentos e práticas que aplicamos em nosso dia a dia, ensinando, aprendendo, ampliando networking, buscando a melhoria contínua através dos feedbacks e promovendo reflexões.

Resumo deste post:

  • Falar sobre M.V.P. (Minimum Viable Product)
  • Introduzir os conceitos da abordagem Inception to Go
  • Falar da importância da efetiva participação do usuário final e do time técnico nos processos  de Inceptions
  • Dica de livro sobre o tema M.V.P. 

Vou editar a pergunta para preservar a identidade do participante, mas foi algo mais ou menos assim:

“Existe um projeto, que foi implementado há 3 anos , e agora ele ganhou um novo direcionamento. Os resultados até o momento não foram nada satisfatórios. Vou encabeçar este projeto, que no meu entendimento está começando do zero. Cabe um MVP?”

Vamos a definição de MVP no site da Endeavor

“É um conjunto de testes primários feitos para validar a viabilidade do negócio. São diversas experimentações práticas que serão desenvolvidas levando o produto a um seleto grupo de clientes… mas não é o produto final! Estamos falando em um produto com o mínimo de recursos possíveis, desde que (em sua totalidade) estes mantenham sua função de solução ao problema para o qual foi criado (não vale ser apenas funcionalidades soltas: juntas, elas devem configurar um produto, ainda que em forma de protótipo!). O empreendedor vai oferecer o mínimo de funcionalidades para conhecer na prática a reação do mercado, a compreensão do cliente sobre seu produto e se ele — de fato — soluciona o problema do consumidor.”

Quando falamos em M.V.P.(Produto Mínimo Viável), estamos falando em validar hipóteses junto a um publico o mais breve possível, para gerar aprendizado.

Vamos levantar alguns pontos baseados nos questionamentos da pergunta:

O projeto foi implementado há 3 anos…

Os resultados não estão nada satisfatórios…

Começando do zero…

O que aconteceu nestes três anos?

O projeto foi colocado em produção? Me parece que sim.

Resultados nada satisfatórios, para quem? Para todos?

Me chama a atenção o começar do zero.

Cabe um MVP se você quiser testar hipóteses, aprender com o público e melhorar o produto o mais breve possível para evitar que ocorram os mesmos problemas relacionados ao produto (construído há 3 anos atrás). Está resolvendo a dor do usuário?

Quer saber mais sobre M.V.P.? Veja abaixo nossas dicas de livros.

DicadeLivrosInceptionToGo

 

 

Aproveite e veja também este artigo sobre MVP no blog da Nubank

Agora, poderia caber um redesenho do produto, realizado diretamente com o usuário final. Questionando por exemplo:

  • Quais os principais problemas do produto atual?
  • O que esta faltando de funcionalidade?
  • Quais as partes positivas?
  • O que poderia ser melhorado?
  • Como está a experiencia do usuário?
  • As funcionalidades contribuem para os objetivos do negócio?
  • E a performance do produto?
  • O que pensam  partes interessadas  sobre o produto?

Este redesenho também vai gerar um pacote de trabalho contendo as funcionalidades a serem evoluídas, corrigidas ou criadas/recriadas.  Eu gosto desta opção de redesenho neste cenário.

Se você vai construir do zero, ou redesenhar um produto, ou evoluir, eu sempre recomendo a participação de dois personagens protagonistas: usuário final e desenvolvedor(ou líder técnico e/ou arquiteto ). Isto sem contar a participação desde o inicio da área de UX/UI.

Eu já vi muitas vezes estes atores, não participarem de Inceptions, muito mais do que eu gostaria. Ignorar estas participações normalmente acarretam diversos problemas como:

  • Entregar o produto que o usuário final não precisa/não quer
  • Brutal diferença entre as estimativas no momento de definir o MVP, ou pacote de trabalho em relação ao início do trabalho de desenvolvimento
  • Equipe de desenvolvimento completamente deslocada em relação aos objetivos do produto
  • Áreas de negócios frustradas com prazos intermináveis
  • Reclamações constantes por parte dos usuários
  • Inúmeras dificuldades técnicas que surgem durante o desenvolvimento, deixando a equipe técnica sobrecarregada
  • Problemas de escopo, custos e prazos

Mas e a participação dos demais atores? Como:

  • Product Owners
  • Scrum Masters
  • Clientes
  • Gerentes de projeto
  • Arquitetos de softwares
  • Profissionais de UX
  • Partes interessadas
  • Área de governança
  • Segurança da informação
  • Testes/QA
  • DBA
  • Infraestrutura

E se você é um dos profissionais acima mencionados, recomendamos que saiba mais sobre Inception to Go e participe das Inceptions.

Inception to Go, é uma abordagem para definir um conjunto de funcionalidades mínimas,  com a participação efetiva do usuário final e do desenvolvedor, visando iniciar a construção o mais breve possível destas funcionalidades, que poderiam ser aplicadas em:

  • Produtos novos – (Definição de MVP)
  • Redesenho de produtos – Definição do conjunto de funcionalidades a serem corrigidas, melhoradas ou criadas, com objetivo de reestruturar um produto sobre a ótica de performance, usabilidade, redesenho de processos, novas tecnologias, etc.
  • Demandas evolutivas – Evolução de um produto existente, visando manutenção, demandas legais ou correção.

Inception to Go, é conjunto de atividades altamente colaborativas, realizado em 2 ou 3 dias consecutivos, com muito foco e práticas para:

  1. Entender o problema sob a ótica do cliente e do usuário final
  2. Identificar as personas envolvidas e como são impactadas
  3. Indagar sobre a interação dos sonhos que resolveria o problema na ótica do usuário final
  4. Identificarmos  as funcionalidades mínimas e ideais
  5. Ouvir o desenvolvedor/liderança técnica envolvida diretamente no produto para elencar riscos, pontos de atenção, sugestões, etc. Você vai deixar de fora da Inception o profissional que vai construir o produto?
  6. Promover alinhamento (de expectativas)
  7. Definir a funcionalidade core, que causará o maior impacto no produto, além de detalhar utilizando conceitos de prototipação rápida e design centrado no usuário
  8. Discutir a criação de uma POC (se necessário)
  9. Realizar checkpoints com DEV, Usuário final e UX para identificação de pontos de atenção
  10. Montar uma timeline listando os possíveis incrementos de produto das 2 ou 3 próximas  sprints
  11. Minimizar riscos de enormes divergências entre as estimativas durante a Inception, e o momento da construção
  12. Permitir que o time de desenvolvimento tenha insumos, para iniciar a construção o mais breve possível (de 2 a 5 dias após a Inception to Go)
  13. Estimar o esforço necessário para construir o produto

Alguns benefícios do Inception to Go:

  1. Com a participação efetiva do usuário final como cocriador, ficará mais objetivo construir uma solução para o problema certo, pensando por exemplo em aspectos de usabilidade desde o início
  2. Com a participação do desenvolvedor desde o início da Inception, reduzimos drasticamente as ocorrências provenientes de surpresas técnicas que seriam possivelmente apontadas durante a construção
  3. Ao discutirmos profundamente a funcionalidade core, descobrimos cenários, regras, exceções e fluxos alternativos que tardiamente identificados poderiam comprometer o custo, escopo e prazo, ou ainda a experiência do usuário. Além deste ponto, aumentamos o conhecimento sobre o tamanho de cada funcionalidade, contribuindo para estimativas mais realistas
  4. Alinhado as boas práticas de cocriação, filosofia Lean, experimentação e agilidade

Você ainda tem dúvidas se a abordagem Inception to Go é para você?

Inception_to_Go_Workshop_Fevereiro_2020_v03_Inception_to_go_para_voce

Inception_to_Go_Workshop_Fevereiro_2020_v03-inspiradas

Inception_to_Go_Workshop_Fevereiro_2020_v03-caracteristicas

Inception_to_Go_Workshop_Fevereiro_2020_v03-estrutura

Veja como foi o Workshop  100% gratuito sobre Inception to Go, que foi realizado no dia 01/02 em Sampa na EveryMind

Não importa se você precisa de um MVP para um produto novo, ou um pacote de trabalho para evolução ou redesenho de produtos digitais (softwares) existentes, Inception to Go é uma boa escolha para construir produtos digitais centrado nas reais necessidades dos seus clientes, com a participação efetiva do usuário final e direta do time de desenvolvimento. Chega de entregar produtos que seus usuários não querem utilizar.

Quer saber mais?

Vamos bater um papo, tomar um café e discutir seu cenário, envie um e-mail para contato@agilenow.com.br

#Inception to Go

Softwares, impactam vidas

Fernandes Lima

Cocriador da Inception to Go

 

 

 

 

 

 

Workshop Inception to Go na Everymind – 01/02(sábado) – 09:00 as 18:00

Olá!

Era dia primeiro de fevereiro de 2020, mais um sábado …

Estávamos nós, (Alexandre, Emerson e eu) na EveryMind em Sampa para ministrar o workshop Inception to Go  mão na massa.

Vou fazer um parênteses aqui – 100% recomendaria para um amigo o workshop (informação atualizada em 06/02/2020 as 10:00 – após o fechamento da avaliação – média geral do treinamento: 9.26 ) – veja os depoimentos abaixo, e tire suas conclusões

Iniciamos com a apresentação das pessoas, tínhamos um verdadeiro caldeirão de cargos/papéis:

  • Scrum Masters e Agile coachs
  • Analistas de requisitos
  • Analista funcional
  • Gerentes de projetos
  • Analistas de negócios
  • Analistas de testes/QA

Somente para citar alguns exemplos. Imaginem as experiências destas pessoas com projetos e/ou produtos?

Realizada as apresentações, começamos a explicar a abordagem em si. Inception to Go, é uma abordagem para definir o MVP de produto digital (software) em conjunto com a funcionalidade principal, através da participação efetiva de dois atores importantes: Usuário final e o desenvolvedor. Estes atores, permitem que ao final da Inception to Go, tenhamos insumos para iniciar a construção o mais breve possível (de 2 a 5 dias após o termino da itoGo)

Abordagem explicada em poucos slides, partimos direto para a prática.

Fizemos uma dinâmica onde cada grupo, faria a fase de preparação da Inception to Go (que pode ser realizada online na vida real):

  • Definir o problema a ser resolvido
  • Pessoas chaves que participarão da Inception to Go
  • Logística/Regras
  • Artefatos a serem entregues após a Inception to Go

Cada dinâmica, mais atividades, discussões, networking e entusiasmo.

Quando nós percebemos, tinha acabado o período da manhã.

Partimos para almoço, retornando as 13:30.

Voltamos a tarde com a corda toda – mais dinâmicas em grupo:

  1. Product Vision Board
  2. Interação dos sonhos
  3. M.V.P.
  4. Funcionalidade core
  5. Etapas/protótipos
  6. Checkpoints
  7. P.O.C.
  8. Estamos prontos

Encerramos por volta das 18:15/18:20.

Para nós instrutores, foi motivo de muita alegria, aprendizado, compartilhamento e ótimas histórias da vida real.


Veja alguns depoimentos:

“Sabe aquele treinamento que quando você termina você se sente confiante e preparado para executar? Esse é um deles.
É tudo o que precisamos.
Sermos capaz de reproduzir em nosso dia a dia algo eficiente e eficaz.
Fico feliz em ter participado desse encontro.”

Selma Rodrigues – SM Coach DevOps

“A dinâmica do curso permite aprender fazendo atividades, o que faz a turma ficar muito envolvida e ‘acesa’, o tempo todo. E permite a troca de experience entre o grupo. “

Rogério Ilton Arita – Scrum Master

“Inception to Go! É a forma muito prática e objetiva de se fazer uma Inception e tirar o seu produto do papel e ou cabeça. Recomendo a todos a participar deste curso, sem dúvida muito exclarecedor e cheio de ferramentas para lhe auxiliar em seu dia a dia.”

Marcelo Gomes Ferreira – Analista de testes QA

“Sensacional pode aprender e nos fazer repensar um pouco mais sobre as etapas iniciais do projeto, muito bom mesmo, é vida real !”

Andreia Regina Paulini – Analista funcional Salesforce

“O Workshop é muito interessante e aborda o tema da Inception enfatizando a importância das duas pontas tão impactadas no resultado de uma Inception, mas tão esquecidas ou menosprezadas nesta etapa do processo de desenvolvimento, que são os desenvolvedores e usuários finais. Super recomendo o Workshop e outros conteúdos deste time incrível!”

Debora Bronzoni Aguiar – Analista de Negócios Líder

“Gostei muito da segurança/conhecimento que os palestrantes demonstram em relação às práticas da inception, e da disponibilidade em ajudar e tirar dúvidas de aplicação dessas práticas, nos mais diversos cenários”.

Sergio Roberto Xavier dos Santos Junior – Scrum Master

“Acredito que a prática proposta com o Inception To go é mais uma ferramenta voltada à colaboração e integração das equipes. É uma ferramenta que permeia o todo da cadeia de concepção de um produto criando um senso comum de pertencimento e entendimento de esforço x expectativa que proporciona ambientes favoráveis.”

Cesar Augusto Tomaz – Scrum Master

“Treinamento excelente e com muitas atividades práticas, o que facilita o entendimento e aplicação no dia a dia.”

Ricardo Batista Miluzzi – Agile Coach

“Treinamento muito legal, descontraído e produtivo. A equipe está de parabéns”

Diógenes Antônio – Gerente de Projetos

“Gostei da técnica, e com certeza irei aplicar na próxima oportunidade “

Margarete Bispo dos Santos Silva – Scrum Master


Muito obrigado a todos.

Agradecemos a EveryMind por ter gentilmente cedido o espaço, o coffee break e permitir que pessoas de fora da organização participassem.

Ao Ricardo Miluzzi por toda organização, comprometimento, parceria e ações.

Ao Marcelo Gomes, por ter doado dois livros físicos para sorteio  – Jornada Ágil e Digital

Devido a todo este apoio, foi possível realizar este workshop presencial 100% gratuito.

#InceptionToGo

Softwares, impactam vidas

Inception_to_Go_Imagem

Algumas fotos do Workshop de Inception to Go – 01/02(sábado) – 09:00 as 18:00 – SP – Escritório da EveryMind

AwMONs7QxOWZAY98

Hx53G1eAlT5ROgRwoLU0Z8awRR2EXvL3Wj_9z8cLwpw6ffTS

 

 

 

 

 

 

 

Apps vão gerar US$ 79 bi em receita no mundo em 2020

Olá

A receita mundial gerada por aplicativos móveis, somando tanto download quanto vendas in-app, alcançará US$ 79 bilhões em 2020, o que representará um crescimento de 2,2 vezes em comparação com os US$ 36 bilhões registrados em 2015, segundo projeção da Ovum. No mesmo intervalo de tempo, o volume mundial de downloads de apps por ano subirá 1,8 vez, passando de 211 bilhões em 2015 para 378 bilhões em 2020. Entre 2016 e 2020, a Ovum projeta que o mercado de apps vai acumular US$ 324 bilhões em receita e 1,62 trilhão de downloads.

Veja no portal Mobiletime:

http://www.mobiletime.com.br/20/04/2016/apps-vao-gerar-us-79-bi-em-receita-no-mundo-em-2020/438304/news.aspx

Cifras impressionantes!