Design Features – Detalhando funcionalidades de forma colaborativa

Olá!

Quantas vezes você já presenciou um cenário, onde uma “pequena funcionalidade”, acaba se transformando em um conjunto enorme de funcionalidade? Esta situação é muito comum, e normalmente algo muito simples, parece inclinado a ganhar musculatura de forma desordenada!

Claramente, isto não ocorre de maneira proposital. Simplesmente, quando iniciam o aprofundamento das discussões, começam a aparecer as ramificações, fruto de diferentes atores envolvidos

Acredito que eu tenho visto este novela, diversas vezes! Bem que eu poderia ter contado.

Pensando um pouco nisso, resolvemos unir alguns artefatos que utilizamos no dia a dia para identificar e detalhar Features de forma ágil, leve e colaborativa.

Desta união surgiu o roteiro passo a passo: Design Features – Detalhando funcionalidades de forma colaborativa.

Este roteiro normalmente, tem duração máxima de 7(sete) horas úteis e com extremo foco, um time de entrega: Product Owner, Lider técnico, usuário final(ou representante) e facilitador.

Antes de iniciar uma sessão de Design Features, você precisa ter muito claramente entre todos os participantes, qual deve ser a funcionalidade alvo.

Além de pensar nos participantes, existe uma agenda prévia que precisa ser cumprida, com o intuito de facilitar a logistica, alinhamento, reforçar a importância do foco extremo, comprometimento e disposição física e mental dos envolvidos. Imagina algum destes participantes, apenas comparecer, sem a devida energia para produzir, poderia comprometer o resultado.

Vamos pensar em um exemplo que esta em nosso dia a dia:

Download de series do Netflix:

Veja quantas ações e ramificações tem envolvidas:

  1. Além do Download em si
  2. Cancelar download
  3. Expirar download
  4. Renovar Download
  5. Meus downloads
  6. Lista de downloads em andamento
  7. Assistir episodio que esteja baixado
  8. Próximo episodio baixado
  9. Limpar lista de downloads
  10. Validar download

Algumas macro atividades de uma sessão de Design Features:

  • Alinhamento
  • Mapa das funcionalidades
  • Canvas Feature
  • Prototipação
  • Checklist

Imagine uma ferramenta, que propicia alto grau de alinhamento entre: Product Owner, Desenvolvedor e/ou Lider Técnico e usuário final(ou representante)!

Design Features, é mais uma ferramenta do movimento “Prototipando requisitos”

Em breve estaremos falando mais sobre este assunto!

#boraprototipar

#prototipandorequisitos

#FernandesLima

Movimento Prototipando requisitos – #boraprototipar

Olá!

Se olharmos com um pouco mais de atenção, somos uma sociedade fortemente dependente de softwares. Como assim?

Vejam por exemplo: Whatsapp, Netflix, Uber, Mobile Banking, Facebook, Booking, Google Maps… Uma lista quase infindável de produtos digitais que utilizamos no dia a dia.

E a lista somente cresce a cada dia, proporcionando: comodidade, facilidade, praticidade e diversos serviços.

Diante disto, será cada vez mais necessário construirmos/evoluirmos produtos digitais(softwares) com foco nas REAIS necessidades dos clientes, usuários, fornecedores, parceiros, empresas, governo e sociedade.

Para construir/evoluir/modificar, precisamos ouvir quais as REAIS necessidades destas pessoas. Ok?

Como fazer isto de maneira efetiva, rápida e com foco no cliente? Prototipando requisitos de softwares. Este movimento visa contribuir com a entrega de produtos digitais com foco nas REAIS necessidades dos clientes, construindo produtos, tendo os usuários como cocriadores. Trabalho colaborativo com ciclo curto. #colaborar

Se você é um cidadão que utiliza produtos digitais em seu dia a dia, você também esta inserido nesta situação.

Se você trabalha, e tem contato com produtos digitais(softwares) para fazer o seu trabalho, também é outro candidato.

Ou se você é um profissional:

  • Desenvolvedor de software
  • Líder técnico
  • Gerente de projeto
  • Testador
  • UX (Experiência do usuário)
  • Analista de requisitos/negócios
  • Product Owner
  • Scrum Master
  • Arquiteto de software/DBA
  • Gestor

Então não é somente um movimento direcionado a profissionais de TI, qualquer pessoa, que utiliza um produto digital no seu cotidiano, e tenha condições de solicitar mudanças neste produto, pode participar – feito o convite.

É cada vez mais comum, a adoção de protótipos no dia a dia para resolver problemas complexos e gerar grande aprendizado com ciclo curto. Então é a solução mágica? Não é!

Veja algumas ações deste movimento:

  • Novembro/2017 – primeira turma de Ferramentas para PO
  • Ano de 2018 – diversas turmas de ferramentas para PO e webinarios sobre prototipagem
  • Março/2019 – Palestra Café com Negócios – Prototipando
  • Abril/2019 – Curso online de Gestão de Requisitos
  • Turmas de Abril e Maio/2019 – Prototipagem rápida(presencial)
  • Junho/2019 – Lançamento de prototipandorequisitos.com.br
  • Junho/2019 – Lançamento de e-book gratuito Por que prototipar?
  • Julho/2019 – Design Features – Prototipando requisitos
  • Outubro/2019 – Lançamento do e-book Design Features – Prototipando requisitos de softwares

Vem aí ainda, encontros periódicos sobre o tema com case REAIS!

“Prototipar é pensar com as mãos”

David Kelley

Vem aí um e-book: Por que prototipar requisitos de softwares?

Olá!

Tenho me deparado com o desafio de extrair as REAIS necessidades dos clientes e usuário final de forma ágil e leve, com o objetivo de coletar requisitos e construir um produto digital(software).

Tentamos as mais variadas abordagens e técnicas, mas uma que tem sido de grande valor é a prototipagem de baixa fidelidade diretamente com o usuário final (do seu software).

As demandas cada vez mais são “para ontem”, fruto do dinamismo dos negócios, competição acirrada e desejo dos clientes(dos clientes), enfim, uma infinidade de fatores.

Prototipagem é a solução bala de prata? Claro que não, mas é um ótimo ponto de partida que pode ser complementada com diversas outras abordagens.

Mas mesmo assim, tem muitas pessoas que rejeitam a prototipagem como ferramenta para buscar o entendimento(ou descobrir melhor o problema).

Pensando nisso, vem aí – até o final do mês de Junho/2019 – um E-book GRATUITOPor que prototipar requisitos de softwares

Prototipar permite conectar pessoas, ambientes, processos e objetivos de forma simples e ágil com foco no problema

Enquanto ele não vem, veja algumas imagens do mesmo. Esperamos que gostem.

Observação: O domínio prototipandorequisitos.com.br não está disponível ainda – estamos trabalhando nisso!

Tem gente levando protótipos muito a sério… Veja isso: Startup Lilium apresenta protótipo de táxi áereo urbano

Abraços

Desafios na coleta de requisitos de softwares

Olá! Quanto tempo hein!

Realizamos algumas pesquisas para entender melhor quais seriam os desafios na coleta de requisitos de softwares.

Fizemos uma pergunta aberta-> Quais são seus maiores desafios na coleta de requisitos de softwares?

Após receber dezenas de respostas, listamos abaixo sem nenhuma classificação:

1.Extrair as (REAIS) necessidades do cliente

2.Disponibilidade dos envolvidos

3.Obter detalhes importantes

4.Definir o que é essencial

5.Alinhamento

6.Identificação de stakeholders relevantes

7.Comprometimento dos envolvidos

8.Prazos insuficientes

9.Estabelecer um bom fluxo de coleta e organização

10.Detalhamento incompleto

11.Falta de objetivos claros

12.Falta de priorização

13.Dificuldade de comunicação

14.Excesso de demandas

15.Equipe insuficiente

16.Ambiente Multiprojeto

E você, quais dos desafios acima você tem enfrentado?

Desafios na coleta de requisitos de softwares

5 valores para aumentar a sua produtividade e efetividade no trabalho

Olá!

O trabalho pode ser algo muito ruim para alguns,  como uma obrigação. Mas para outros poder ser prazeroso, com um propósito muito maior.  Eu fico com a segunda opção.

Esta relação com o trabalho tem sido muito discutida, através de eventos, cursos e muita literatura.

Em meu ponto de vista, alguns valores aliados à práticas colaborativas, podem proporcionar uma excelente produtividade e um melhor ambiente laboral, vamos à eles.

Simplicidade

Neste mundo atual podemos muitas vezes escolher o caminho mais complexo, devido ao envolvimento com o desafio a ser resolvido.  Uma boa prática, é após avaliar(de diversos ângulos) o problema,  montar uma lista de possíveis soluções, analisando vantagens, desvantagens, riscos, tempo para implementação e custos. Optar por um caminho simples, normalmente significa economia de tempo e recursos.  Ouvir todos os envolvidos pode ajudar a encontrar a solução simples – diálogo ajuda na simplicidade.

Que tal usar a regra do 80/20? 20% de esforço geram 80% do resultado.


Comunicação

Estamos no mês de Janeiro/2019, na era do Whatsapp – mais de 1.5 bilhão de usuário no mundo. Este aplicativo ajuda muito no quesito comunicação, basta querer. Além desta forma, todos os demais meios continuam funcionando: ligação, sms, e-mail, conferência e Skype – somente para citar alguns

Estimular a comunicação dentro do time  e na organização, minimiza ruídos e mantem o alinhamento. Falhas de comunicação podem custar muito dinheiro.


Feedback

Embora esteja diretamente ligado a comunicação, destacá-lo como um importante valor, pode ajudar a disseminar a prática.

O objetivo aqui é avaliação de um produto, serviço ou entrega com a intenção de ouvir o “seu cliente”, colher este feedback e melhorar o produto/serviçou/entrega – melhoria contínua.

Então vamos fornecer feedback respeitosos com o claro objetivo de produzir melhoria contínua.

E você que recebeu o feedback, avalie friamente e veja como “extrair aprendizado” e seguir em frente.


Coragem

Um valor curioso, mas muito poderoso, veja porque:

Coragem para falar não, e por exemplo não assumir compromissos que não podem ser entregues.

Indivíduos com coragem para explicar uma situação delicada e saber que não serão punidas por conta desta atitude.


Respeito

Respeito no sentido mais amplo da palavra. Gosto de sugerir combinar respeito com todos os outros 4 valores citados anteriormente.

Respeitar posições diferentes da sua.

Respeitar o trabalho alheio.

Respeitar as pessoas.

E se puder acrescentar pitadas de educação e cordialidade! Você acabou de turbinar o respeito!


Estes 5(cinco) itens são os valores do método Extreme Programming  – Uma metodologia ágil para desenvolvedores de softwares.

Mas você pode ter estes “valores plantados na sua mente”, mesmo não sendo um praticante da metodologia. Experimente e torne o seu ambiente de trabalho melhor, mais produtivo, efetivo e RESPEITOSO.

Dica de livro sobre Extreme Programming

É simples!

xpvaloresppt

 

 

 

 

Profissional do futuro: Colaboração e comunicação extrema no seu DNA

Olá

Para mim sempre fez muito sentido estas duas habilidades no universo do trabalho e na vida pessoal.

Todas as vezes que negligenciei uma delas, tive problemas.

Muito fácil falar sobre ambas, mas difícil vê-las no dia a dia…

E são duas habilidades que serão muito importantes em 2019

No meu modesto ponto de vista, podemos através de pequenas atitudes cotidianas exercitar a colaboração e a comunicação de maneira muito simples.

Algumas situações que podemos utilizá-las:

Comunicação

  1. Clareza nas metas
  2. Explanação sobre uma situação
  3. Motivação do time
  4. Facilitar o andamento dos trabalhos
  5. Promover um ambiente mais respeitoso e cordial

Colaboração

  1. Construir de forma conjunta
  2. Propiciar aprendizado
  3. Propagar o respeito/humildade entre os pares
  4. Reduzir perda de tempo
  5. Tornar o ambiente mais leve
  6. Sedimentar o conceito de time

E quando falamos sobre ambiente de projetos e adoção de métodos ágeis, são habilidades essenciais, que podem ser a linha tênue entre o sucesso e o fracasso!

Que venha 2019, repleto de muita comunicação, colaboração, respeito, cordialidade e resultados! Afinal investimos em comunicação e colaboração para produzir melhores resultados.

Um ótimo 2019, com muita saúde, paz e realizações!

Será que times de alta performance como os SEALs não possuem tais habilidades em seu D.N.A.? Vale refletir!

#mindsetcolaborativo

Colab

 

Insights X Mars InSight – Trabalho diário e duro

Olá!

No dia 26/11/2018 as 17:52:59(horário de Brasília – um minuto antes do previsto) a sonda da NASA, Mars InSight pousou em Marte. É um grande feito para a ciência, e para a humanidade. Ela foi lançada em Maio/2018, percorreu 482 milhões de quilômetros até o seu pouso.

O resultado vem com a caminhada, e no caso da Mars InSight, um trecho de 482 milhões de quilômetros. E tem gente que deseja resultados rápidos.

“Fernandes, eu não sou astronauta”

“Eu trabalho com projetos, então isto não tem a menor relevância”

Explico.

O que vou abordar é sobre trabalho duro e diário para atingir resultados. Isto esta relacionado com projetos?

Lendo as matérias sobre a sonda Mars InSight, fiquei pensando:

  • Quanto trabalho duro(diário) foi realizado desde quando eles tiverem o primeiro insight?
  • Quantas horas de estudos? Pesquisas? Simulações ? Testes?
  • Quantos aprendizados surgiram durante esta jornada?
  • Quantas vezes a equipes envolvidas falharam?
  • Quantas vezes pensaram em desistir?
  • Quantas vezes tiveram que buscar mais conhecimento?
  • Quantas vezes tiveram que reunir para discutir problemas específicos?
  • Quantas vezes discutiram?

Não sei quantas, mas imagino que foram inúmeras.

Depois do “insight”, vem muito trabalho duro, diário, comunicação e colaboração.

E os resultados? Podem vir.

Não importa se teve um “insight” ou “Mars InSight”, o que faz a diferença é trabalhar duro, interagir, discutir(respeitosamente) e aprender com todos.

Depois do insight vem o bom e velho trabalho diário.

E este bom e velho trabalho, pode ficar ainda mais interessante quando interagimos colaborativamente com as pessoas. Mindset colaborativo.

Vamos continuar nossa caminhada!

Parabéns a equipe da NASA e a todos os envolvidos!

Que a nova hospede de Marte, consiga atingir todos os seus resultados nesta longa jornada!

Veja um pouco mais sobre este grande feito 

#boratrabalharduro

#boracompartilhar

#borainteragir

insight pousando nasa