Colaboradores Felizes:Seu maior ativo

Olá!

Em tempos de escritórios repletos de puffes com cervejas a vontade, ainda existem(muitas) empresas praticando o tratamento “comum” aos seus funcionários.

Empresas com práticas medievais:

  • Quer que eles “batam ponto”
  • Que cumpram suas obrigações
  • Oferecem o mínimo de benefícios (isto quando oferecem algum)
  • Remunerações baixas, afinal o “mercado esta cheio de gente querendo trabalhar”
  • E demais situações horrendas como estas

Por outro lado existem empresas, que já compreenderam que os colaboradores felizes podem render muito mais, muito mesmo.

Não vinculam carga horária com produtividade, tratam as pessoas com respeito e educação, fornecem boa estrutura e plano de benefícios.

Mas a vida selvagem ainda impera em nossos mundinhos.

Veja um artigo falando sobre índice de satisfação dos colaboradores na Época Negócios

 

 

Na era da crescente complexidade, (re)aplicar as 10 Leis da Simplicidade nos mantém na rota de crescimento

Olá!

Simples? Simplista?

Estamos na era da complexidade! Será? E a teoria da complexidade?

Veja o artigo no portal Estadão

É fácil aplicar a simplicidade?

A gente pensa de forma simples?

E as empresas? Simplificam ou complicam?

Será que estamos apenas abrindo protocolos para resolver problemas? E esquecendo a simplicidade?