Mais uma excelente produção da Netflix. Assista.
A série narra o início do reinado da rainha Elizabeth II, os fatos políticos/econômicos, conflitos familiares e outros. Tudo numa belíssima produção!
Seria vossa Majestade uma crítica do Scrum Guide? Uma GP clássica? rs..rs
O Scrum Guide, fala sobre os pilares do Scrum:
– Transparência
– Inspeção
– Adaptação
Estes seriam também os pilares da monarquia britânica, mostrados na série da Netflix? Nãooooooooo.
Logo nos primeiros episódios, vemos a falta de transparência entre todos. Um ponto marcante sobre isso, é a doença do rei George. Zero Transparência.
E a inspeção?
Se a transparência foi pro brejo(caçar sapos!), imagine a inspeção!
No modelo de monarquia(da série), poucos podem inspecionar, e se encontrar desvios, será necessário ver o que convém mostrar, para não afrontar a coroa… Nossos artefatos precisariam de pequenos ajustes para espelhar a beleza real.
Sobrou a adaptação. Xiii…
Precisamos seguir os costumes. Adaptar, pode ser ofensivo, desfiguraria a monarquia, isto é para os súditos.
Afinal, precisamos fazer de tudo para manter a realeza bem na foto(mesmo que a máquina tenha menos megapixels).
No mundo Agile, estamos focados em qualidade e entregar resultados para impactar os súditos,  os clientes, as pessoas, os reis e todo reino animal.
Sangue azul não combina com Agile.
Desculpa a brincadeira, NetFlix! Sua série é show, e com certeza ajudou  a reforçar(divertidamente) os pilares do Scrum:
– Transparência
– Inspeção
– Adaptação
Vida longa ao Agile!

2 Comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s