PCs não vão substituir professores, diz defensor de games na educação

Olá

Existe um problema que não estamos resolvendo quando empregamos as palavras tecnologia e educação na mesma frase. Para Guy Vardi, defensor do uso de games no ensino e palestrante da Campus Party 2016 nesta quinta-feira (28), a tecnologia deve ser usada dentro das escolas para promover novas formas de pensar, e não apenas um meio moderno para levar conhecimento, seja ele no PC, tablet ou smartphone.

Veja matéria no portal G1:

http://g1.globo.com/tecnologia/campus-party/2016/noticia/2016/01/pcs-nao-vao-substituir-professores-diz-defensor-de-games-na-educacao.html

Basta apenas colocar lousa digital? PC na sala? Claro que não, a tecnologia é meio e não o objetivo. Devemos ter um projeto pedagógico moderno, útil e com objetivos claros, fazendo uso inteligente da tecnologia. Ensinando conceitos essenciais: colaboração mútua, comunicação intensa, raciocínio lógico, respeito, educação, trabalho em equipe, cidadania etc